'
  • Sem categoria

Força Aérea britânica interceta bombardeiros russos perto da Cornualha

Segundo o ministério britânico, os Typhoon da RAF, que operavam sob comando da NATO, escoltaram os dois Tu-95 “Bears” russos até que estes se afastaram “da zona de interesse do Reino Unido”, apesar de – em nenhum momento -terem chegado a penetrar “no espaço aéreo soberano britânico”.

Em comunicado, o ministério britânico explica que os aviões foram enviados como parte da operação de reacção rápida perante a proximidade dos aparelhos russos, mas esclarece que “em nenhum momento foi considerado que os aviões russos apresentassem uma ameaça”.

Este é já o segundo incidente com bombardeiros enviados pela Rússia em menos de um mês, depois de, a 28 de Janeiro, terem sido interceptados outros dois “Bears” nas proximidades do espaço aéreo britânico, perto do canal da Mancha.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido pediu entretanto explicações ao embaixador da Rússia em Londres, Alexander Yakovenko.

Segundo a NATO, as incursões de aviões russos aumentaram especialmente desde o aumento das tensões com a Rússia face à crise na Ucrânia. O ministro da Defesa do Reino Unido, Michael Fallon, assegurou, em declarações divulgadas hoje pelos meios de comunicação, que vê “um perigo real e iminente” que a Rússia desestabilize também os Estados bálticos da Letónia, Lituânia e Estónia. Por sua vez, o primeiro-ministro, David Cameron, advertiu ontem que a Rússia sofrerá “durante anos” as consequências das sanções económicas e financeiras se continuar a favorecer a instabilidade na Ucrânia. (SIC) …read more

Leia mais: Defesa Nacional

By continuing to use the site, you agree to the use of cookies. more information

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close