'
  • Sem categoria

VISITA AO HMS BELFAST

Ancorado no Tamisa desde 1971, o HMS Belfast continua a receber melhoramentos e introdução de novas atracções, várias de base tecnológica, permitindo uma maior aproximação do visitante àquilo que foi a vida a bordo para milhares de marinheiros britânicos e...uma lição de história.

O “HMS Belfast” é um cruzador que serviu 24 anos na Royal Navy (1939-1963) e em 1971 abriu ao público como museu, ancorado no Tamisa, bem próximo de alguns dos locais mais visitados de Londres. O Operacional propõe-lhe uma visita a este navio de guerra – que esteve destinado à sucata por motivos económicos – mostrando aquilo que um dia poderá ser – quem sabe? – replicado em Portugal com umas das nossas corvetas.

Ancorado no Tamisa desde 1971, o HMS Belfast continua a receber melhoramentos e introdução de novas atracções, várias de base tecnológica, permitindo uma maior aproximação do visitante àquilo que foi a vida a bordo para milhares de marinheiros britânicos e…uma lição de história.

Não há outro navio como o HMS Belfast, nenhum outro navio retirado do serviço e actualmente visitável tem a história deste. Tomou parte num dos maiores combates navais da segunda guerra mundial; sobreviveu nas condições do Árctico ao apoio que a Grã-Bretanha prestou ao seu aliado, a União Soviética; foi um dos navios que iniciou a barragem de fogo prévia ao desembarque da Normandia; teve um papel importante no apoio à força das Nações Unidas durante a guerra da Coreia.

Não há também outro museu como este, nenhum outro oferece uma experiência tão ligada fisicamente à realidade, porque o visitante desloca-se nos mesmos espaços em que os marinheiros andaram durante a sua vida no activo».

Em tradução livre é assim que se inicia uma visita ao navio nas páginas do seu “guidebook”.

Vamos agora à visita pelos olhos do Operacional!

O “HMS Belfast” (*), classificado pela marinha britânica como “cruzador ligeiro” cumpriu 4 campanhas em combate – Cabo Norte e Árctico em 1943, Normandia em 1944 e Coreia em 1950-52 – e constitui hoje um dos 5 museus da rede oficial “Imperial War Museums”. Note-se …read more

Leia mais: Operacional

By continuing to use the site, you agree to the use of cookies. more information

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close