'
  • Sem categoria

ESTÓRIAS DE MISSÃO DE UM OFICIAL DA FORÇA AÉREA: ANGOLA – 1992

Em Angola, no período da UNAVEM II, serviram entre Maio de 1991 e Janeiro de 1993, 350 observadores militares de diversos países, entre os quais 10 portugueses.

A presente série de artigos – esperamos seja o primeiro de vários – relembra pela pena dos seus protagonistas, neste caso o actual Tenente-Coronel da Força Aérea Portuguesa Paulo Gonçalves, missões e situações que poucos recordam em muitos desconhecem, mas que são parte integrante da história militar de Portugal.

Em Angola, no período da UNAVEM II, serviram entre Maio de 1991 e Janeiro de 1993, 350 observadores militares de diversos países, entre os quais 10 da Força Aérea Portuguesa.

Terminada a guerra no antigo Ultramar Português em 1975, as Forças Armadas Portuguesas viraram as suas atenções para a eventualidade de um conflito na Europa, preparando-se para um empenhamento no âmbito da OTAN(1). No início dos anos 90 do século XX quando muitos países aliados empenhavam fortes contingentes em missões de apoio à paz, o poder político em Portugal mantinha “a tropa nas casernas”. O Processo de Paz em Angola e a intervenção internacional na Ex-Jugoslávia haveria de, timidamente, iniciar a participação de militares portugueses, nas missões de paz e humanitárias.

Regra geral, em livros e conferências, o trabalho destes militares ocupa na melhor das hipóteses, um par de linhas ou uma referência de segundos, passando-se logo para os números mais significativos das chamadas Forças Nacionais Destacadas, em Moçambique, Bósnia, Angola, Kosovo, Timor-Leste, somando milhares, voltando-se depois, nos últimos anos, a números mais modestos muitas vezes apenas simbólicos.

Mas afinal o que fizeram os pioneiros nessas missões internacionais? Que riscos correram, muitas vezes empenhados a título individual sem qualquer apoio nacional no terreno? Qual foi o seu contributo para a imagem de Portugal nos lugares onde cumpriram as suas missões e para a resolução dos conflitos em causa? A sua experiência foi aproveitada para as missões subsequentes?

ESTÓRIAS DE MISSÃO DE UM OFICIAL DA FORÇA AÉREA: ANGOLA – 1992

No dia 29 de Maio de 2015, o …read more

Leia mais: Operacional

By continuing to use the site, you agree to the use of cookies. more information

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close