'
  • Sem categoria

Marinha da Rússia finalmente resolve problema de motores ucranianos

Fragata Admiral Grigorovich da Frota do Mar Negro (arquivo)

A Corporação Unida de Construção de Motores russa (ODK, na sua sigla em russo) completou os testes em três modelos de motores com turbina a gás, destinados a substituir os equipamentos de fabricação ucraniana usados em navios de guerra russos.

“A dependência definitivamente terminou”, assegurou o vice-ministro da Defesa russo, Yuri Borisov.


“Estamos acompanhando de perto o progresso de criação dos motores russos com turbinas a gás, especialmente para as fragatas. Foi finalizado o trabalho que se iniciou em 2014: os motores passaram por testes oficiais e obtiveram os certificados”, explicou Borisov em uma coletiva.

No contexto dos estreitos laços econômicos e tecnológicos estabelecidos entre as duas nações nos tempos da URSS, a Ucrânia se especializou na fabricação de motores para a Marinha soviética e, mais tarde, para a da Rússia.

Após a mudança de poder em Kiev e a reintegração da Crimeia na Rússia, as relações bilaterais pioraram drasticamente, culminando com o congelamento quase total de qualquer cooperação na esfera militar, muito importante para as relações bilaterais nos anos anteriores.
O fato de Kiev ter recusado fornecer os motores para as novas fragatas russas do projeto 11356 provocou um atraso significativo em sua construção e levou a Rússia a avançar com o projeto de substituição. Hoje, de acordo com o vice-ministro russo, esta tarefa sendo implementada.
“A empresa ODK-Saturn criou os motores e lançou em seu projeto um grande potencial para modernização. […] Em minha opinião, a questão das empresas que produzem motores com turbinas a gás para a Marinha russa está definitivamente fechada”, afirmou Borisov.
O diretor executivo da empresa, Viktor Polyakov, por sua vez, confirmou aos jornalistas que a ODK-Saturn está completamente pronta para produzir os motores em série.
Na verdade, “as primeiras unidades da primeira série já estão em produção”, e o principal objetivo agora é “garantir uma lista de pedidos a longo …read more

Leia mais: Notícia Final

By continuing to use the site, you agree to the use of cookies. more information

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close