'
  • Sem categoria

A CRIMINALIZAÇÃO DOS DENUNCIANTES DA CIÊNCIA: UMA ENTREVISTA ALUCINANTE COM JUDY MIKOVITS, PHD, SOBRE A CONTAMINAÇÃO DA HUMANIDADE POR MEIO DAS VACINAS.

Em um dos vídeos científicos mais chocantes que você verá neste ano, a bióloga molecular Judy A. Mikovits, PhD, revela a perturbadora história real de como foi jogada na prisão por denunciar a contaminação viral mortal de vacinas humanas.

Com uma história bem estabelecida de trabalho para o Instituto Nacional do Câncer como uma pesquisa sobre o câncer, a Dra. Mikovits trabalhou com retrovírus humanos como o HIV. Seu trabalho se concentrou na pesquisa de imunoterapia e envolveu o HIV.


Em 2009, ela estava trabalhando em autismo e doenças neurológicas relacionadas. Ela descobriu que muitos dos sujeitos do estudo têm câncer, distúrbios do neurônio motor e síndrome da fadiga crônica (SFC). Ela acreditava que um vírus pode ter sido responsável por esses sintomas, e através de sua pesquisa, ela isolou os vírus que vieram a vir de camundongos.

Ela logo percebeu que essas proteínas e contaminantes virais estavam sendo introduzidos na população humana por meio de vacinas contaminadas.

“Vinte e cinco milhões de americanos estão infectados com os vírus que saíram do laboratório … para os seres humanos através de sangue contaminado e vacinas”.

Em resposta a essa descoberta, ela foi demitida de seu emprego, indiciada, processada, presa e condenada a retratar sua pesquisa e alegar publicamente que ela “inventou tudo”. Ela se recusou a encobrir as evidências científicas e foi alvo e punida pelo estabelecimento do “estado profundo de vacinas”. Ela foi realmente jogada na prisão. “Acabei de ser arrastada para fora da minha casa em algemas… Recusei-me a denunciar os dados… nós temos os dados… eles basicamente disseram para todos que você inventou tudo e você pode ir para casa. Se você não fizer isso, nós destruiremos você. E eles fizeram.

A isso é o que a “ciência” moderna chegou. Assista ao vídeo completo e surpreendente abaixo, e confira o livro da Dra. …read more

Leia mais: Notícia Final

By continuing to use the site, you agree to the use of cookies. more information

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close