'
  • Sem categoria

Preocupações críticas de segurança com o projeto da fragata F100

KNM Helge Ingstad
Fragata KNM Helge Ingstad da classe “Nansen”

3 DE DEZEMBRO DE 2018 – Investigadores sondando o incidente de 8 de novembro que levou ao naufrágio da fragata norueguesa KNM Helge Ingstad após uma colisão com o petroleiro Sola TS identificaram questões críticas de segurança relacionadas aos compartimentos estanques ​​da fragata que requerem atenção imediata.

O Conselho de Investigação de Acidentes da Noruega (AIBN) diz que deve ser assumido que as questões também se aplicam às outras quatro fragatas classe “Nansen” da Noruega e que “não se pode excluir que o mesmo se aplique a navios com um projeto similar entregue pela Navantia ou que o conceito de projeto continua a ser usado para modelos de vasos semelhantes.”

As fragatas da classe Nansen baseiam-se na fragata da classe “Álvaro de Bazán” da Navantia, classe F100, que também serviu de base para o destróier da classe Hobart da Austrália e é a embarcação mãe de um projeto na disputa pelo programa FFG(X) da Marinha dos EUA.

A AIBN afirma que supõe que suas descobertas não estão em conformidade com o padrão de estabilidade de danos exigido para as fragatas da classe “Nansen”.

F-100 design
Navantia F100
HMAS Hobart, da Marinha Australiana

Fragata KNM Helge Ingstad
Fragata KNM Helge Ingstad

“Para começar”, diz AIBN, “as inundações ocorreram em três compartimentos estanques a bordo da KNM Helge Ingstad: o compartimento do gerador de popa, os alojamentos da tripulação e o paiol de manutenção. Havia alguma incerteza se o compartimento da máquina …read more

Leia mais: Poder Naval

By continuing to use the site, you agree to the use of cookies. more information

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close