'
  • Sem categoria

“Sem Querer”, Embraer estabelece prazo para governo autorizar acordo com a Boeing

No acordo final firmado entre a Boeing e a Embraer em dezembro, um termo foi quase deixado de lado, mas impõe muita relevância na aprovação rápida da parceria entre as duas empresas.

O acordo estabelece que o Governo federal, através do BNDES, deve exercer o seu poder de veto da “Golden Share” em até 30 dias, a contar da data do acordo firmado, isso significa que o Governo Federal tem até o dia 16 de janeiro deste ano para dar uma resposta sobre a Boeing formar uma ‘joint-venture’ com a Embraer.

Isso está colocando ainda mais pressão no novo governo para a aprovação do acordo, que deverá ocorrer em menos de 10 dias. Mas há uma válvula de escape caso o governo não tenha uma decisão pronta até a data, com o acordo retornando ao Conselho de Administração da Embraer, que pode convocar uma assembléia com a União, em data previamente marcada.

No total, o acordo do último dia 17 de dezembro avalia a Embraer como uma empresa de 5.26 bilhões de dólares, considerando somente a sua parte comercial, desta forma a Boeing teria que pagar para a empresa brasileira 4.2 bilhões de dólares pela participação de 80%.

O atual governo ainda demonstra preocupação sobre a possibilidade de futuramente a Boeing comprar os 20% restantes da Embraer na nova ‘joint-venture’.

FONTE: Aeroflap

…read more

Leia mais: Defesa Aérea & Naval

By continuing to use the site, you agree to the use of cookies. more information

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close