'
  • Sem categoria

Destróier futurista da Marinha dos EUA custa caro e não tem missão definida, segundo mídia

Míssil teleguiado USS Zumwalt (DDG 1000) transita a estação naval de Mayport em seu caminho para o porto de Jacksonville, Flórida, 25 de outubro de 2016

O contratorpedeiro de classe Zumwalt da Marinha dos EUA é uma embarcação desenvolvida por um alto custo e até o momento não está claro qual será sua missão.

Inicialmente, a embarcação foi construída como um navio de ataque multifuncional, entretanto, necessitou de uma nova adaptação para realizar uma nova missão, elevando suas capacidades e consequentemente, seu custo.


Com isso, a Marinha dos EUA anunciou que os navios da classe Zumwalt seriam especializados em “ataques de superfície”, perseguindo outros navios, conforme a revista The National Interest.

Como é de conhecimento, os navios são desenvolvidos para desempenhar missões específicas, contudo, o Zumwalt continua procurando entender sua real missão, especialmente depois que seu caríssimo sistema de armas foi cancelado.

Parte de um programa militar iniciado em 1991, o Destróier do Século XXI, conduzido pela Marinha dos EUA, previa a construção de navios que possam funcionar de forma plena tanto em operações realizadas em alto mar quanto em missões mais próximas à costa.

Após anos de trabalho e bilhões de dólares gastos, a Marinha pode ter encontrado uma função para seu caríssimo navio. Nos anos 2000, a Marinha iniciou o desenvolvimento do destróier DDG-1000 (Zumwalt), integrando tecnologia de última geração. Prometendo ao Congresso um grande destróier composto por 95 tripulantes ao invés de 300, graças à automação, que adequou o espaço e a capacidade de geração de eletricidade para desenvolver um canhão elétrico e armas a laser.

O navio, que possui um design futurista, gera uma potência de 58 megawatts através de seus motores de indução, sendo o suficiente para movimentar suas 17.630 toneladas graças ao seu sistema de potência integrada. Além disso, o navio tem capacidade antissubmarino, ataque de superfície e defesa contra mísseis balísticos. O eco no radar produzido pelo Zumwalt é igual ao de um pequeno navio pesqueiro e a assinatura acústica semelhante ao de um …read more

Leia mais: Notícia Final

By continuing to use the site, you agree to the use of cookies. more information

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close