'
  • Sem categoria

Maduro 1, Abrams 0: Mas a partida está longe de terminada…

O impasse entre o Império Anglo-Sionista e a Venezuela no último fim de semana terminou claramente no que só pode ser chamado como uma derrota total para Elliott Abrams.
Apesar de que nunca saberemos o que foi planeamento inicialmente pelas mentes insanas dos Neocons, o que sabemos é que nada de crítico aconteceu: nenhuma invasão, nem mesmo qualquer operação de bandeira falsa. A faceta mais notável do impasse é quão pouco efeito teve dentro da Venezuela toda a propaganda anglo-sionista. Houve choques, incluindo alguns especialmente violentos, na fronteira, mas nada aconteceu no resto do país. Além disso, enquanto alguns responsáveis superiores e uns poucos soldados cometeram traição e juntaram-se às forças do inimigo, a esmagadora maioria dos militares venezuelanos permaneceu leal à Constituição.Finalmente, parece que Maduro e seus ministros tiveram êxito em conceber uma estratégia combinando bloqueios de estradas, uma coordenação do lado venezuelano e a utilização mínima mas eficaz da polícia de choque para manter fechada a fronteira.

de George Orwell. Os neocons gostam sobretudo de utilizar o “anti-semita” e “anti-semitismo” para afastar estes princípios e, quando isto falha, então “terrorista” está sempre disponível para utilização.
Não os deixem fazer isso: cada vez que tentam esse truque, denunciá-lo imediatamente por aquilo que é e continuar a focar o que realmente importa. Se pudermos forçar os neocons a lidar com essas questões, venceremos. É realmente simples.
É-me impossível imaginar como este conflito irá desenrolar-se. Será que a arrogância descarada dos “ianques” será suficiente para que o povo da Venezuela e o resto da América Latina tomem seriamente a pílula vermelha [2] ? Talvez. Minha esperança e minha intuição é que isso pode acontecer.

01/Março/2019

[1] Sr. MAGA: slogan “Make America Great Again” (“Faça a América grande outra vez”)
[2] “Pílula vermelha”: frase popular na cibercultura significando uma …read more

Leia mais: Notícia Final

By continuing to use the site, you agree to the use of cookies. more information

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close