'
  • Sem categoria

FAB: Projeto do Míssil Antirradiação MAR-1 está supenso

Durante a LAAD 2019 foi noticiado que o míssil anti-radar (ou antirradiação) MAR-1 em desenvolvimento pela Força Aérea Brasileira tinha sido cancelado.

Para tirar a dúvida, o Poder Aéreo entrou em contato com o Centro de Comunicação Social da Aeronáutica (CECOMSAER) que assim respondeu:

“O projeto do Míssil Antirradiação (MAR-1) está suspenso no âmbito da COPAC (Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate) em decorrência da rescisão do contrato com a empresa Mectron.”

O MAR-1 é um míssil ar-superfície tático antirradiação de médio alcance, com guiagem passivo por radar com múltipla opção de banda para ataque a sistemas de defesa antiaérea.

O desenvolvimento do MAR-1 começou em 1998 para um míssil antirradiação destinado a equipar as aeronaves A-1 (AMX) da FAB, com sua primeira exportação para o Paquistão finalizada em 2011 para equipar os caças JF-17 e Mirage III daquele país.

Desde o início o programa foi conduzido pelo DCTA (Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial), juntamente com a empresa Mectron, também de São José dos Campos.

A-1 em ensaios com dois mísseis antirradiação MAR-1

Chegaram a ser feitos testes de separação com a aeronave A-1B do IPEV (Instituto de Pesquisa e Ensaios em Voo) DCTA durante os ensaios em voo.

Uma análise em cenário simulado mostrou que a cabeça de busca do MAR-1 tem condições de detectar um radar de baixa potência (no caso um diretor de tiro Skyguard) a distâncias maiores que 50 km.

Uma das maiores dificuldades encontradas no desenvolvimento foi o desenvolvimento da plataforma giroscópica ou inercial. Tal tecnologia é suscetível a embargos por razões políticas e estratégicas pelos países que dominam.

Para isso foi necessário um projeto, começando praticamente do zero, de um bloco girométrico miniaturizado a fibra óptica com três eixos ortogonais que fornecessem ao computador de bordo as informações necessárias junto aos acelerômetros, garantindo precisão ao míssil.

O projeto deste subsistema foi …read more

Leia mais: Poder Aéreo

By continuing to use the site, you agree to the use of cookies. more information

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close