'
  • Sem categoria

Após troca das asas, A-10 Thunderbolt II vai voar até 2030

A-10 Thunderbolt II
A-10 Thunderbolt II

No mês passado, a Força Aérea dos EUA completou o programa de extensão de vida útil da frota de jatos A-10, que teve início em 2011.

Durante um período de oito anos, um total de 173 asas foram substituídas. A maior parte do trabalho foi completada pelo 571º Esquadrão de Manutenção de Aeronaves no Centro Logístico da Ogden Air, Hill AFB (UT). Esta unidade substituiu 162 asas. As onze restantes foram substituídas em Osan AB (Coreia do Sul).

O primeiro “Warthog” a receber novas asas foi o 80-0173 em 2011. O último a receber novas asas foi o 80-0252 em julho de 2019.

Durante o processo de substituição, os mantenedores encontraram diferentes desafios. Várias modificações e novas peças tiveram que ser feitas. As peças também foram adquiridas dos A-10 estocados no 309º Grupo de Manutenção e Regeneração Aeroespacial da Base Aérea de Davis-Monthan, (AZ).

As asas foram construídas pela Boeing em sua fábrica em Macon (GA). As aeronaves devem durar cerca de 10 mil horas de voo. A boa notícia é que essas asas devem permitir que o A-10 continue voando até o final da década de 2030.

Isso é uma grande reviravolta para um avião que quase foi retirado de serviço em diversas ocasiões.

FONTE: Scramble

O post Após troca das asas, A-10 Thunderbolt II vai voar até 2030 apareceu primeiro em Poder Aéreo – Forças Aéreas, Indústria Aeronáutica e de Defesa.

…read more

Leia mais: Poder Aéreo

By continuing to use the site, you agree to the use of cookies. more information

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close