'
  • Sem categoria

Moldávia se prepara para uma possível interrupção do trânsito de gás da Rússia pela Ucrânia

Resultado de imagem para moldavia e rússia

O Presidente da República, Igor Dodon, disse que a Moldávia está considerando rotas alternativas de entrega, inclusive via fluxo turco

CHISINAU, 2 de dezembro. / TASS /. O Conselho Supremo de Segurança da Moldávia nesta semana discutirá os preparativos para uma possível interrupção do fornecimento de gás russo pela Ucrânia. Isso foi anunciado pelo presidente da República, Igor Dodon, em um briefing na segunda-feira.

“Precisamos discutir a situação após 1º de janeiro com a Moldovagaz e outras empresas do setor de energia. Não temos certeza quanto ao trânsito de gás pela Ucrânia”, disse Dodon.


O contrato atual com a Gazprom para o fornecimento de combustível azul expira em 2019, mas será estendido em um futuro próximo.

Dodon também disse que atualmente estão sendo discutidas opções para o fornecimento de gás russo ao país.

“Um acordo com a Gazprom deve ser assinado nos próximos dias. Estamos prontos para um cenário básico e um alternativo. Básico – se a Rússia e a Ucrânia concordarem antes de 31 de dezembro e o mesmo trânsito permanecer”, disse Dodon, observando que esse cenário é o mais adequado para a Moldávia.


Se não houver trânsito prévio pela Ucrânia, de acordo com o presidente, são fornecidas várias opções para a entrega de gás russo. “Há duas delas nesta fase. A primeira é através do turk-stream. Aqui todos os detalhes técnicos são elaborados e temos a oportunidade de se abastecer dessa maneira”, disse o presidente, explicando que esta é uma rota pela Turquia, Bulgária, Romênia, o sistema existente de gasodutos nos Balcãs.

“A segunda opção, se forem necessários volumes adicionais, eles passarão por Alekseyevka – pelo norte, da Ucrânia. E esse também é o gás russo, que pode ser fornecido inversamente”, explicou Dodon. Segundo ele, a questão do suprimento de gás foi submetida à reunião do Conselho Supremo de Segurança do país (VSB), que …read more

Leia mais: Notícia Final

By continuing to use the site, you agree to the use of cookies. more information

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close